As recomendações de uma mãe que optou por este regime para os filhosAlimentação vegetariana para crianças

Os alimentos de origem vegetal podem substituir por completo a carne e o peixe na alimentação das crianças.

Essa é a convicção de Gabriela Oliveira, jornalista e autora do livro «Alimentação Vegetariana para Bebés e Crianças» (Arte Plural Edições), mãe de três crianças vegetarianas.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios
Leia o resto deste artigo »

Vegetarianismo em Pediatria

Março 27, 2011

POR DR ERIC SLYWITCH

A dieta vegetariana pode ser seguida por crianças.

Esse texto foi publicado na Revista Diálogo Médico com o título: Vegetarianismo em Pediatria.

Vegetarianismo em Pediatria

Não existem mais dúvidas de que a dieta vegetariana (DV) bem planejada é adequada para crianças. A adequação dietética não depende do ato de comer ou não carne, mas sim da forma de elaborar a alimentação sem ela.

Pelo desconhecimento do que é ou deixa de ser uma DV (inclusive sobre a inclusão ou não de ovos, leite e derivados – que também podem fazer parte da dieta vegetariana), alguns profissionais cometem erros conceituais e interpretativos sobre ela. Leia o resto deste artigo »

Desenvolvimento mental

Julho 9, 2010

Desenvolvimento 0 aos 3 anos

desenmentalO desenvolvimento é contínuo. A criança desenvolve cada uma ao seu ritmo, é um processo inesgotável, que pode e deve ser incentivado pelos pais. Em termos de desenvolvimento não existem duas crianças iguais. No entanto terão que passar por todas as etapas do desenvolvimento sequencialmente, ou seja o seu bebé terá que se sentar antes de começar a andar. Este desenvolvimento estará directamente relacionado com o grau de maturidade do seu cérebro. O sistema nervoso central, músculos e articulações  deverão ter atingido um grau de maturidade para que isso se possa tornar possível. A fala depende do crescimento e desenvolvimento dos músculos e do cérebro, o que só acontece apartir dos doze meses de vida. As meninas por norma começam a falar mais cedo que os meninos. Se estiver atento aperceber-se-á de que o desenvolvimento  é feito sempre da cabeça para os pés. Outro aspecto muito interessante é que nos primeiros anos de vida de uma  criança mais do que em qualquer outra idade aprendem mais, daí também a nossa responsabilidade como pais em ensiná-los e estimulá-los, de uma forma dedicada e paciente.

Desenvolvimento mental das 12 semanas às 20 semanas

12 semanas:das-12-semans-ás-20

Tem consciência do seu próprio corpo, reage a estímulos com gestos, sorrisos, movimentos da boca. Emite sons e expressa a sua excitação através de movimentos do seu corpo.

Estimule:

Brinque com o seu filho fazendo-lhe cócegas, cante e exagere nos seus comportamentos rindo e contando histórias infantis. Dê-lhe brinquedos de várias texturas e pesos para que ele possa descobrir novas sensações.

16 semanas:

É bastante curioso, gosta de estar em posições em que possa ver o meio que o rodeia. Reconhece brinquedos, sítios, sons, pessoas e sensações.

Estimule:

Brinque, entusiasme brincadeiras em comum. Ofereça-lhe uma grande variedade de brinquedos incluindo os que fazem bastante ruído.

20 semanas:

Adora brincar no banho. Atingiu já alguma concentração o que o leva a passar mais tempo a examinar objectos e até mesmo a sua expressão ao espelho. Dirige o olhar para a proveniência dos sons. Chama a atenção com os braços e com as pernas, espera conseguir algo.

Estimule:

Responda e dê atenção ao seu filho sempre que este o solicitar para que compreenda que as suas chamadas de atenção são atendidas. Fale com ele e diga-lhe o seu nome várias vezes. Faça jogos como o “cucu-tátá” verá que são jogos com bastante receptividade.

Desenvolvimento mental das 24 semanas ás 32 semanas

24 semanas: das-24-ás-32-semanas

Gosta de se ver ao espelho e fala consigo mesmo, tocando e emitindo sons. Demonstra alguma timidez perante alguns estranhos. Demonstra que gosta mais de alguns alimentos do que de outros.

Estimule:

Deixe cair brinquedos, apanhe-os e dê-lhos novamente. Brinque bastante com o seu filho, de dar o objecto e de lho tirar.

28 semanas:

Entende o seu nome, e pede colo. Emite sons diversos, alguns reconhecíveis. Começa a imitar coisas simples.

Estimule:

Utilize o espelho e incentive-o a brincar com ele, cria a noção de identidade. Emita sons como “tá”, “dá” para que ele os possa pronunciar ao repetir. Deixe-o comer sozinho (alguns alimentos tais como a parte dura do pão).

32 semanas:

Interessa-se por objectos que caiam, e que ficam fora do seu alcance visual. Entende o significado da palavra “não”.

Estimule:

Estimule as brincadeiras dentro de água, com brinquedos.

Desenvolvimento mental das 36 semanas ás 48 semanas

das-36-ás-48-semanas36 semanas:

Vira a cabeça para a pessoa que o chama pelo nome. Sabe quando deve rir.

Estimule:

Ensine-lhe os hábitos do dia-a-dia. Fale constantemente com ele e explique-lhe alguns procedimentos tais como para comer, desde o sentar, colocar o babete, agarrar na colher.

40 semanas:

Compreende alguns hábitos do dia-a-dia. Procura brinquedos que estão escondidos. Diz adeus com a mão e dá a mão se lha pedirmos.

Estimule:

Esconda brinquedos para treinar a sua memória. Mostre-lhe como se deve vestir e a despir um boneco. Comece a contar-lhe histórias e a mostrar-lhe imagens nos livros.

44 semanas:

Nesta fase a criança passa o tempo todo a deitar os objectos para o chão. Já emite uma palavra reconhecível. Compreende a ideia de palavras como “aqui”, “ali”, “dentro” , entre outras…

Estimule:

Faça jogos com as mãos , bata palmas e ensine a bater palmas. Lê-lhe histórias curtas para lhe prender a atenção. Veja ilustrações e vá-lhe dizendo o nome dos objectos que lá se encontram.

48 semanas:

Já diz o seu nome e gosta de repetir a palavra “não”. Gosta de a fazer rir e começa a ter noção de como o poderá fazer através de brincadeiras.

Estimule:

Diga-lhe os nomes de partes do corpo e aponte com o dedo para o que é seu e para o que é dele. Conte-lhe histórias que possam eventualmente estar associadas a sua vida quotidiana.

Desenvolvimento mental de 1 ano aos 21 meses

1 ano:

Compreende já muitas coisas, tais como identificar um objecto num livro, reconhece perguntas que lhe são dirigidas. Pega em objectos e dá á mãe, emite sons e pronuncia três ou quatro palavras com significado.

Estimule:

Demonstre-lhe afecto não só através de colo, beijos e abraços como também através de brincadeiras, para lhe criar a noção do que é demonstrar emoções. Quando estiver a realizar tarefas com ele explique-lhe o que está a fazer, tais como calçar meias e sapatos, uma colher de sopa, entre outras que podem ser descritas…

15 meses: de-1-ano-aos-21-meses-2

O seu filho já conhece partes do corpo e sabe identificá-las. Gosta de ver imagens de animais e de ouvir o som que emitem.

Estimule:

Crie o hábito ensinando-o a arrumar os seus objectos no lugar correcto. Transmita-lhe a sensação que fez proezas, dizendo-lhe palavras positivas quando ele realizar algumas tarefas.

18 meses:

Imita algumas das suas acções, realizando algumas tarefas, isso contribui para a construção da sua auto-estima e a criança fica satisfeita. Aponta objectos no livro se lhe disser o nome, reconhecendo já bastantes destes.

Estimule:

É muito importante que a mãe vá falando com a criança ao longo da realização das tarefas e repetindo várias vezes determinadas acções para que a criança seja estimulada através da repetição. Apresente-lhe jogos novos como os cubos que encaixam uns nos outros.

21 meses:

Sabe pedir-lhe comida, bebida ou brinquedos. Quando não se faz entender é capaz de a agarrar ou empurrar até ao objecto pretendido.

Estimule:

Emita sons referentes a cada objecto diferente, não só dos animais mas como também de aviões, comboios, gatos, cães, entre outros… quando brincar com a criança vá-lhe ensinando o nome  das várias cores.

Desenvolvimento mental dos 2 anos aos 2 anos e meio

aos-3-anos22 anos:

Nesta fase a criança fala muito e faz perguntas, o seu vocabulário já começa a ser grande.  Já começa a controlar os esfíncteres e poderá pedir o bacio para fazer xixi.

Estimule:

Explique-lhe que cada objecto tem diferentes texturas, através de brinquedos uns mais duros outros macios. Poderá dar-lhe lápis para pintar e desenhar. O contacto com outras crianças é importante.  Coloque-lhe cassetes com musicas infantis  e histórias. Dê-lhe cubos, triangulos e outras formas para encaixar nos devidos lugares.

2 anos e meio:

Começa com os “porquês?” e diz “Não quero”, “Não sei” “Não há” e muitas mais… Conhece a musica, já é capaz de a cantar. Diz o seu nome. Sabe contar até três.

Estimule:

Inclua nos jogos e brincadeiras que fizer com a criança os números.

Desenvolvimento mental aos 3 anos

dos-2-aos-2-e-meio-23 anos:

A curiosidade é muito grande. A criança faz bastantes perguntas “Porquê?”; “O quê?”; “Como?”; “Onde?”; “O que é?” . As brincadeiras representam a vida do dia-a-dia, o que a mãe ou o pai fazem, ou outro familiar. Reconhece o seu sexo e sabe quem é menino e menina.

Estimule:

A memória deve ser treinada, recordando a criança o que fez anteriormente. Estimule a ser independente e autoconfiante, pergunte-lhe o que quer levar vestido. Leia-lhe muitas histórias e faça de conta que o seu filho é a personagem principal da história. Estimule o seu filho a pintar, desenhar, desperte-lhe o interesse, pelas cores…

Fonte